RSS

quarta-feira, janeiro 07, 2015

Je suis un journaliste .. Je suis Charlie: un cri de mourir pour la liberté







Eu sou jornalista, Eu sou Charlie: um grito pela liberdade.
Faltam-me as palavras para descrever o grau de tristeza e revolta pelo que aconteceu hoje. Toda vez que um jornalista ou profissional da imprensa é sequestrado ou assassinado por grupos terrorista, fico triste. Mas, sei que cada um deles sabem do risco em ir pra um front.
Quando eu era criança, contava os anos para entrar na universidade. Quando estava terminando a faculdade eu me perdi, já não sabia se era a profissão que eu queria seguir. Me senti sem chão, sem sonhos, sem perspectivas. Era tanta coisa com as quais eu não concordava, que quando deixei o Brasil pra ver outros 'mundos', não doeu. Com o passar dos anos, o fato de não exercer profissionalmente o ofício, não me fez menos jornalista. Ainda tem tinta correndo nessas veias. O sentimento de responsabilidade e carinho que eu tenho para com a profissão não diminui.

Hoje o dia é triste, por várias razões. Pela morte de doze pessoas. Por perceber que existem grupos tentando perturbar a paz que já é nos é tão rara.

0 soltaram a lingua: