RSS

quarta-feira, março 23, 2016

Há guerras lá fora...e batalhas aqui dentro. No meio de tudo tento sobreviver. Mesmo diante da massa enorme q me oprime, deixando-me sem fôlego e sem conseguir mexer-me.
Alguém te olha e diz: "vc precisa viver. Vc precisa sorrir, vc precisa reagir".
Olho descrente, cansada de guerras.
Pergunto se há saídas porque já não vejo.
Só engano o coração e fantasio que tudo vai dar certo.
Pq ainda não é o fim.

sábado, fevereiro 27, 2016

Heróis da Resistência número...

Tem um ano que escrevi. Diabos de redes sociais. Tenho muita admiração por pessoas que resistiram veemente entrar nelas. Enquanto isso, me sinto até orgulhosa de não ter sido engolida pelo Twitter. Aquilo não é vida.

Eu estranhando o post anterior, descobri que sou de vez em quando de uma inocência absurda. Percebo com uma certa tranquilidade que a violência me assusta ainda, isso é bom. Não me resignei em aceitar a maldade no coração da humanidade. Ela existe, esta aí, mas não a aceito.
Quando aconteceu o ataque em Paris vitimando doze funcionários da revista satirica Charlie Hebdo. Até então, eu nao conhecia a revista. Depois vi algumas charges e até eu tive vontade de, pelo menos, jogar ovos na cara deles. Era de uma falta de respeito absurda. Por isso digo, dou aqui meu mea culpa. Chalie jamais!
Não entenda isso como se eu concordasse com a chacina. De forma alguma, como disse anteriormente, a violência me assusta e sou contra. A violência máxima que eu me deixaria cometer seria o ovo.

quarta-feira, janeiro 07, 2015

Je suis un journaliste .. Je suis Charlie: un cri de mourir pour la liberté







Eu sou jornalista, Eu sou Charlie: um grito pela liberdade.
Faltam-me as palavras para descrever o grau de tristeza e revolta pelo que aconteceu hoje. Toda vez que um jornalista ou profissional da imprensa é sequestrado ou assassinado por grupos terrorista, fico triste. Mas, sei que cada um deles sabem do risco em ir pra um front.
Quando eu era criança, contava os anos para entrar na universidade. Quando estava terminando a faculdade eu me perdi, já não sabia se era a profissão que eu queria seguir. Me senti sem chão, sem sonhos, sem perspectivas. Era tanta coisa com as quais eu não concordava, que quando deixei o Brasil pra ver outros 'mundos', não doeu. Com o passar dos anos, o fato de não exercer profissionalmente o ofício, não me fez menos jornalista. Ainda tem tinta correndo nessas veias. O sentimento de responsabilidade e carinho que eu tenho para com a profissão não diminui.

Hoje o dia é triste, por várias razões. Pela morte de doze pessoas. Por perceber que existem grupos tentando perturbar a paz que já é nos é tão rara.

quinta-feira, dezembro 04, 2014


Pseudo campanhas
Uma amiga, Renata (a quem não vej faz muito tempo), fez o TCC dela em cima de um tema, que na época nem era tratado da forma correta pela mídia. O papel do gordo na tv. Gostaria muito de ler a monografia dela reescrita 17 anos depois com todas essas campanhas na tv contra "bullying". 
Estive observando essas mesmas "campanhas" nas novelas contra a estigmatização dos gordos. A atual personagem defensora, é perseguida pelo irmão, que a chama de baleia e outros adjetivos pouco delicados. São respectivamente a personagem Bia interpretada pela atriz Raquel Fabbri e Gustavo, interpretado por Guilherme Leicam. 
Acho a discussão super válida contudo, de que serve essa mensagem? Porque na novela na anterior, Poliana Aleixo foi a porta bandeira da causa com Bárbara, filha da sem-noção da Shirley, interpretada divinamente pela Viviane Pasmanter. A Shirley era a mãe que maldosamente chamava a filha de gorda ou sempre alfinetava a mesma divesas vezes pelos quilinhos a mais! Vi que a campanha e a bandeira só serve enquanto a novela está no ar, pq logo depois o que saiu de noticia da Poliana Aleixo foi fazer dieta e a última matéria sobre ela era como ela estava linda e maravilhosa depois de ter perdido os kilos extras da personagem.
Essas campanhas das novelas da Globo, me lembram a Xuxa no comercial de Miojo. Bom pra toda criança, menos pra filha dela. Essa come saudável. Mas Miojo da Xuxinha é saudável para o "resto".
http://extra.globo.com/…/polliana-aleixo-conta-como-perdeu-…



sábado, julho 27, 2013

Gente e plantas

Se há uma forma de crítica que não funciona comigo é aquela que te põe pra baixo. Àquela q só aponta teus defeitos, mas, não valoriza teu esforço que mesmo errando vc tá ali..tentando. Depois dizem pra vc, que só estão fazendo isso pra te fortalecerem, pra te motivar a ser melhor e mais forte!
Fazendo uma comparação "fofinha", pense num jardim, vc tem plantas de todos os tipos. Quando começou o calor, notei que no meu próprio jardim umas morreram, outras voltaram a desabrochar. Mas, não foi pq uma era mais fraca que a outra, só que uma suporta o inverno. Outra não. São assim as pessoas, cada uma é motivada de uma forma diferente da outra. Um luta pra mostrar o contrário, outra precisa de mais tempo...mais motivação. As duas pessoas se desenvolvem bem, talvez com outros objetivos na vida e com certeza com outra motivação, a forma de estimular é diferente. Como as plantas.

sábado, maio 11, 2013

Paciência




Paciência

Lenine

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...















Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...
Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...
O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...
Será que é tempo
Que lhe falta pra perceber ?
Será que temos esse tempo
Pra perder?
E quem quer saber ?
A vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...
Será que é tempo
Que lhe falta pra perceber ?
Será que temos esse tempo
Pra perder ?
E quem quer saber ?
A vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...
A vida não para..

sexta-feira, maio 10, 2013

Futuro! Você me espera?

Duas semanas de férias, pensei eu. Que maravilha. A primeira começou uma loucura, mamãe no pronto-socorro, num corredor em uma maca. Tiago vomitando como eu nunca vi na vida dele, logo na segunda-feira. Eu sem as minhas chaves que eu perdi dentro de casa. Na quarta, eu passar o dia deitada e gemendo de dor e desespero. Doente. Meu encontro sonhado de meses com uma pessoa linda, poderia ir por água abaixo. Só pode ter sido Deus, na sexta estava me sentindo bem. Foi a vontade grande tbm. Passei um dia maravilhoso em Amsterdam com o Gui.
Conversamos horrores, como só nós, gente que gosta de falar sabe fazer. É incrível, como tem gente na vida da gente que sabe te colocar pra cima. Te massagear o coração e falar coisas boas pra vc. Gente que se emociona tanto quanto e como vc, com coisas pelas quais não passamos. Mas, sabemos muito bem absorver a situação do outro. Que a causa dele se torna nossa causa.
Mamãe foi transferida pra outro hospital, foi descoberto que ela não tinha pneumonia, mas tinha tido um enfarto. Tiago se recuperou, está comendo um boi por dia. Graças a Deus. Eu ainda fiquei o domingo muito doente. Mas, já estou melhor.
Tudo corre para seu lugar, a ;unica fora do lugar ainda sou eu. Pelo menos, é assim que penso nesse momento de incertezas. 14 anos de Holanda. 14 anos tentando me encontrar, e não o diploma não me dizia quem eu era. Sempre essa busca constante. Queria mais certezas, queria escrever aquele livro. Queria viajar mais, queria não...quero.
Quero Londres, Paris, Praga, Barcelona.
Contudo tenho que pensar na parte prática ... também!


quarta-feira, maio 08, 2013

De uma luluzinha pra outra!

Como o título diz, post dedicado às Lulu's. Hoje comprei dois novos produtos pra testar. Um Gel tint para os lábios da Essence e uma base de unhas Peel off, também Essence. Primeiro, para quem não conhece a Essence, a marca é francesa, com preços super acessíveis. E de ótima qualidade. Aqui na Holanda se encontra nas drogarias Kruidvat.

Lip stain




O que são? A ideia é que a cor é absorvida pelos lábios e não saem rapidamente. Eles prometem horas de fixação. Você fica com a cor mas não com os lábios colandos, exatamente quando você chupa um picolé (sorvete de palitos) e fica com os lábios e a lingua colorida.


Gel Tint Essence
 Ótimo para quando vc quer que seus lábios se destaquem, contudo de forma discreta, um gloss ou bálsamo (preferencialmente com filtros UV) transparentes são recomendados por mim pq protegem e deixam os lábios macios. Eu já tinha testado da NYC, o Smooch Proof 16hrs Lips stain e sinceramente não gostei. Eles são muito secos e eu quase não vi cor.  Eu comprei 3 cores, Never end nude, (nude), Smooch proof (rosa quente/pink) e o melhorzinho foi o Endlees Spice (alaranjado). Hoje me deparei com o Gel Tint da Essence e resolvi testar. Como o próprio nome, diferente dos outros que até então conhecia em formato marker, esse é em GEL, comprei o Flashy apricot 03. Deifinitivamente melhor que os outros. E foi até por essa razão que eu não arrisquei pagar  € 14,00 por um Lip stain da Gosh e me decepcionar como foi com o da NYC.

Base Peel Off



Não é uma novidade, mas era caro e ainda não tinha visto um que realmente não precisasse de removedor como esse promete. A ideia é aplicar a base, deixar secar completamente e pintar normalmente a sua cor por cima..ou fazer arte como quiser, quando for tirar é só puxar como um adesivo. Como disse lá em cima comprei esse da Essence da linha Nail art. Assim que pintei ele é branco e depois de secar ele ficou transparente. Pintei a unha e vamos ver depois a verdade por trás do que eles prometem. Então esse é um post que merece "UP DATE".

Outras novidades

Tempos atrás também comprei um dos novos produtos da Essence, um lip gloss vermelho sem brilho da linha Stay Matt. Tenho que dizer que me decepcionei com a testura e com a cor. É um gloss cremoso, me lembrou um pouco tinta guache. Usei e não gostei muito. Comprei tbm outros dois bálsamos para os lábios da NYC, Applelicious Glossy Lip Balm nas cores Pink Lady (353) e Big Apple Red (356) esses me apaixonaram. Tem um cheiro maravilhoso, lembra mesmo maçã e um batom também NYC, o Expert Last Lipstick na cor Blue Rose (406) que demora bastante e super confortável nos lábios.
Applelicious














Tenho que dizer que sinto falta de testar produtos brasileiros, por que pelo que leio por ai afora a Boticário e a natura estão com uma linha muito boa de cosméticos. Porém, achei que o preço ainda continua muito salgado. O meu batom preferido de todos os tempos era um vermelho sangue veludo do Boticário, de nome Carmem. Nunca mais consegui aquela cor e eu bem que procurei tbm em lojas de marcas caras. Entendo a questão de tendências e estações, porém esse vermelho na minha opinião é clássico.

sexta-feira, fevereiro 15, 2013

Por osmose!



Me dei conta triste...que comecei a fazer uso EXAGERADO e vogais pra me expressar emocionalmente. A doença deve ter se fixado no meu globo ocular. Acho muito irritante ler constantemente isso. E lá estou eu fazendo o mesmo. Que coisa, foi por osmose direto pra o cérebro. E eu que pensava q só a televisão emburrecia.
Arré! Sai prá lá exu!
Falta-me me livrar das reticências. Essas... ai, admito que são para disfarçar minha inabilidade crescente de usar as vírgulas. Enquanto eu batalho pra aprender melhor o holandês, tropeço no português. Não se pode ter tudo meu caro. Não se pode...o que há é aprender a levar a vida o melhor possível com as nossas escolha.

sábado, fevereiro 02, 2013

Me buscando


 Algumas pessoas parecem que nascem sabendo ou colocam máscaras pra dizer que sim. Eu tenho que ser sincera, precisei de gente que não segurasse a minha mão, mas que me guiou. Não por um caminho traçado, porém, o caminho que eu mesma fiz. Eu não sei se é o caminho certo. Mas é o caminho que neste momento me parece o mais coerente de seguir. Se eu cair? Até posso, o negócio é levantar e procurar outro q naquele momento vai melhor me servir. Por hora, nem vou parar para pensar nos "se's". Eu posso cair, posso falhar...posso até estar errada. Contudo, carrego comigo a certeza q esse caminho é obra minha de mais ninguém. Isto é o que estou aprendendo árduamente nas duas últimas semanas de Winnock. Muita coisa enterrada, na tentativa de me safar dos pensamentos negativos. O medo de enfrentar o medo. O pior de tudo, a insegurança. 
Nessas duas semanas, eu confirmei fatos, descobri outros sobre mim. 
O Perfeccionismo, o medo de não preencher as expectativas dos outros, a insegurança, a espera do momento certo, medo de não ser suficientemente boa. Olhar pra mim e estar sempre na dúvida em relação às minhas atitudes e decisões. Sempre com medo de errar. E olha, aos 38, pela primeira vez, mesmo com uma certa capciosidade, aqui estou eu me expondo. Mostrando meus pontos mais fracos. Decobri tbm, que tá tudo bem ser chorona, tá tudo bem errar, está tudo bem ser eu mesma. Que não gosta de afazeres domésticos, de dobrar roupa, de tentar alcançar ou fazer algo que eu acho bobagem. 
Quem me conhece me aceite. E se não...talvez um dia mude de ideias, se ainda não. Boa viagem e seja feliz.

Comecei minha fase de amadurecimente e precisei de uma terapia intensiva em grupo, pra aprender a me aceitar. Que bom que existem psicologos chatos que te cutucam e fazem vc sair da sua zona de conforto! 

Pela primeira vez me sinto pronta pra recomeçar, só que agora me aceitando e aceitando meus erros e fracassos. Minhas vitórias e conquistas. Ainda tenho uma longa estrada pra caminhar, aceitar elogios, não perder o foco, sem me perder de vista de novo.